domingo, 11 de abril de 2010


É a verdade,eu pretendo levar um estilo de vida extremamente contestável..já me contestam por perceberam que sou assim,e ainda mal me fiz à vida..sabem que sou materialista e que vivo para uma caixa que faz barulho e tem ligações lá dentro,porque sei dar um sorriso quando me apresento a alguém ou porque sou educada? Não é tudo parece que sou invejosa em todos os meus actos e consigo magoar tudo o que me rodeia,e vou perdendo tudo aos poucos,como uma criança perde as peças de um puzzle,mas são coisas da minha cabeça.

Gostava de ver os meus pais orgulhosos de mim,pelo que me estou a tornar..mas eles não têm de que se orgulhar..orgulham-se de quê,verdadeiramente? De ser cobarde o suficiente para escrever lamechices todos os dias num blog para a pessoa que mais me importa neste momento e não ter coragem de lhe dizer a verdade? De ser trabalhadora por passar horas a fio num blog enquanto podia estar com eles a ver um filme? De ser preguiçosa por estar em frente a um computador enquanto a minha mãe arruma a casa? Por ter as excelentes notas que não tenho? Por ter a merda de vida social que tenho? Por ter um conjunto de amigos que também não tenho? Por fingir que sou feliz? Orgulham-se de quê?

Tenho uma melhor amiga,não tenho quem venha comigo no autocarro e ando sempre com pessoas diferentes nos intervalos,não tenho namorado porque a pessoa que mais necessito não me quer,e não tenho alguém que me dê um abraço apertado em momentos como estes,que estou desfeita em lágrimas..porque é a verdade,e a verdade dói.

E porque no futuro posso estar na América ou em Inglaterra,com um bom emprego e num bom apartamento,mas vou estar sozinha..e sem ninguém que me dê um abraço quando preciso,tal como agora.



-o que posso eu fazer?


2 sentidos:

Nés, disse...

esperar. nada te diz que assim será. a utopia de hoje pode ser a realidade de amanhã.

Mar disse...

dize-se por ai que eu dou bons abraços.. queres um tambem? (:

Enviar um comentário

Utiliza palavras suaves..