domingo, 25 de abril de 2010

-Palavras ditas em silêncio.

Ultimamente tem andado tudo muito indiferente para mim.

São só pessoas árvores,carros,casas,prédios e animais. Mais nada meros substantivos.

Já nem os adjectivos chegam a ser realmente utilizados. Não preciso de descrições. Só o básico.

Os dias na escola tem sido como o próprio nome indica só dias. Só dias na escola. Daqueles chatos e aborrecidos,com alguns sorrisos pelo meio,com pessoas que não gostamos e fingimos gostar (ou não) ou com aquelas pessoas que gostamos demasiado,com felicidade fingida e pura.

Com um pouco disto e daquilo. Tudo isto é uma antítese.

E sabem? Sinceramente não me preocupo.

Não são precisos floreados nem enfeites para embelezar o essencial, nem para viver a vida.




6 sentidos:

patriciaa disse...

bonito :)

Carla disse...

Isso que descreves faz-me lembrar alguém.(:
Gostei do texto. *

lá love disse...

que lindo!
a simplicidade é sempre a coisa mais bonita. é por isso que não adianta complicar, o importante é sempre ser natural e o mais simples possivel.

diana disse...

gostei muito !

RicardoRodrigues disse...

Muito obrigado x)

Marie disse...

Como eu te compreendo *.*

Enviar um comentário

Utiliza palavras suaves..