terça-feira, 15 de junho de 2010


No fundo a nossa diferença é pouca.Eu perco tempos infinitos a lutar contra a vida,a dissipar sonhos de outrora,a tentar pelo menos,perceber a mente humana. Passo noites em claro tentando desculpar uma e outra falha,indo sempre de encontro à ideia subjacente e crente de que nada é feito por maldade.Tu,tu és como eu,no sentido em que buscas incansavelmente algo. Acordas de manha com vontade de ver o mundo,mudas de amigos de semana a semana,achas-te com jeito para as piadas e alheio às desculpas. Vais e voltas como se não se passasse nada,como se o distanciamento fosse normal. Para ti tudo é normal. Quem disse que a mente humana deve ser fruto de estudos? De recolha de informação? Quem me disse a mim que perceber nos ajuda a amar apesar de tudo? Não sei quem disse,mas de certeza que não foste tu. Tu és urgente,estás sempre a correr,à procura de alguém que goste de ti.Talvez um dia mais tarde percebas que não tinhas porquê correr tanto,o que querias,o que realmente precisavas, sempre esteve aqui.




22 sentidos:

PR" disse...

Utilizando palavras suaves como tu pedes diria que o texto está um estrondo. Não tenho palavras fortes para descrever o texto, faltam-mas.
Fantástico **

patriciaa disse...

está fantástico :o

Rita Ferreira disse...

Está muito bom. Acho que todos nós já passámos por isso, pior é quando o amor é de verdade, mas há que levantar a cabeça querida ;)

Thais Alves disse...

"Talvez um dia mais tarde percebas que não tinhas porquê correr tanto,o que querias,o que realmente precisavas, sempre esteve aqui."

as vezes corremos demais e não percebemos que o que mais precisamos e está em nossas caras . ameei *-*'

PatríciaM disse...

obrigada; vou seguir :)

Joana disse...

Ás vezes temos o que procuramos mesmo á nossa frente e andamos á procura sem necessidade :$

Daniela disse...

Adoro. *

Jose Ramon Santana Vazquez disse...

...traigo
sangre
de
la
tarde
herida
en
la
mano
y
una
vela
de
mi
corazón
para
invitarte
y
darte
este
alma
que
viene
para
compartir
contigo
tu
bello
blog
con
un
ramillete
de
oro
y
claveles
dentro...


desde mis
HORAS ROTAS
Y AULA DE PAZ


TE SIGO TU BLOG




CON saludos de la luna al
reflejarse en el mar de la
poesía...


AFECTUOSAMENTE
PALAVRA POR PALAVRA

ESPERO SEAN DE VUESTRO AGRADO EL POST POETIZADO DE BLADE RUUNER ,CHOCOLATE, EL NAZARENO- LOVE STORY,- Y- CABALLO, .

José
ramón...

ana cristina disse...

wooow :O

- o texto está absolutamente lindo e vais ver que ele ainda vai abrir os olhos*

disse...

Wow. Adorei.
Identifiquei-me muito com algumas partes do texto*

Catarina disse...

Ei, fantástico mesmo.

carlota silva disse...

gostei imenso, e concordo. no final a consciencia toma sp conta de nós*

Marie disse...

Palavras fortes, argumentos fortíssimos.
Grande texto, fantástico!

Joana Margarida disse...

riiiiiiiiiiiiii +.+

natália sousa disse...

desafio no meu blog (:

Mar disse...

o problema é dele. sim, é mesmo um problema, principalmente para ele. É frustrante tao frustrante, e podemos pensar, ponderar, gritar-lhes,desesperar... mas o problema é dele e por isso é que é tao complicado chegar a uma comclusao logica e enquanto ele nao se resolver nao ha nada que possas fazer. Muitas vezes basta crescer.Mas isso so ele pode fazer.

a extensão do pensamento. disse...

Selo para ti no meu blog :)

Mel disse...

adorei(:

Joana Nunes disse...

que bonito :o gostei mesmo (:

Fabiana disse...

Fantastico :D

Marta disse...

bem não sei se já te disse, mas também não faz mal dizê-lo mais uma vez.. tenho um selito para ti! Beijinhos (:

joana disse...

esta lindo lindo lindo

Enviar um comentário

Utiliza palavras suaves..